O que muda para os brasileiros com a saída do Reino Unido da UE

Em referendo realizado nesta quinta-feira, os britânicos decidiram pela saída do Reino Unido da União Europeia, o bloco político e econômico que congrega 28 países.

A decisão pode afetar a vida dos 120 mil brasileiros que vivem no Reino Unido com passaporte europeu ou são parentes de cidadãos europeus e futuramente a entrada de turistas.

De acordo com a BBC, para quem já está no Reino Unido com visto gerido pela legislação nacional –com visto de trabalho, estudo ou cônjuges de britânicos– pouco deve mudar.

Mas durante a campanha do referendo, os defensores da saída sinalizaram que preferem substituir as regras de livre circulação da UE por um sistema de pontos e cotas, como acontece na Austrália. Lá, os imigrantes vão acumulando pontos de acordo com os critérios que cumprirem, e são aceitos em vagas disponíveis nas diferentes categorias de cotas.

Segundo especialistas ouvidos pela BBC,  a mudança será gradual e que ninguém terá de deixar o país da noite para o dia.

Pelas regras atuais, os brasileiros que visitam o país a turismo ou para estudar por menos de 6 meses não necessitam de visto. São necessários apenas passaporte, bilhetes aéreos com as datas da viagem (e, portanto, do período de permanência no país) e a imigração britânica ainda pode requerer a comprovação de recursos suficientes para hospedagem, sem que o turista tenha que recorrer a trabalho.

Mas se o objetivo for para estudar por mais de 6 meses será necessário obter visto de estudante.

Euro e libra esterlina

Se você está com planos de ir para o Reino Unido ou para a Europa, agora é o momento de comprar euros e libras esterlinas. As moedas do bloco e do Reino Unido sofreram uma forte desvalorização nesta sexta-feira após o anúncio da saída do Reino Unido da União Europeia.

De acordo com economistas ouvidos pelo HuffPost Brasil,  a desvalorização da libra tende a aumentar ainda mais, enquanto a queda do euro deva ser temporária.

A libra pode ser encontrada por a partir de R$ 4,94 em casas de câmbio. Em fevereiro, ela era vendida por cerca de R$ 6,20. Já o euro era vendido nesta manhã por cerca de R$ 3,90.

Com informações da BBC, HuffPost Brasil e G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *